Na Suécia há um Fundo estatal, em Portugal há a ficção do Fundo de Resolução e na UE o Too Big To Fail…

O consórcio bancário nórdico Nordea, o oitavo maior banco europeu em capitalização bolsista, mudou a sua sede oficial da Suécia para a Finlândia. Uma alteração importante para a entidade, uma vez que passa a fazer parte da Zona Euro e da União Bancária europeia.

Segundo uma notícia do El Economista, na lista dos bancos demasiado grandes para cair estão entidades como o Goldman Sachs, o Bank of China, UBS, Royal Bank of Scotland, o Credit Suisse ou o Deutsche Bank. Na Zona Euro, a lista inclui o Santander, o Deutsche Bank, BNP Paribas, Crédit Agricole, ING, Unicredit, Société Générale e, agora, o Nordea.

Esta deslocalização, decidida há um ano, surge depois da Suécia ter pedido às entidades financeiras que aumentassem a sua contribuição para o fundo estatal, que actua em caso de crise no sector bancário. O Nordea evita, assim, pagar mais ao fundo sueco, aumentando o número de bancos demasiado grandes para falir na Zona Euro.

in “Foicebook”