Etiquetas

Mais de duas dezenas de camaradas e amigos do Partido Comunista Português e da CDU-Arouca juntaram-se no espaço adjacente à capela de Santa Luzia, em Arouca, para comemorar a Revolução do 25 de Abril de 1974.

Antes da intervenção do orador convidado, Filipe Guerra, da Direcção da Organização Regional de Aveiro do PCP, cuja intervenção pode ser lida na íntegra em www.cduarouca.wordpress.com, usaram da palavra Francisco Gonçalves, responsável pela organização concelhia de Arouca do PCP e pela coordenação concelhia da CDU e Tadeu  Saavedra da Comissão Concelhia de Arouca do PCP.

Tadeu Saavedra, para além da apresentação do orador da noite, agradeceu a cedência do espaço por parte da Comissão de Melhoramentos da Capela de Santa Luzia e sublinhou o facto do PCP e da CDU se manterem como os únicos, em Arouca, a comemorar politicamente a data.

Francisco Gonçalves começou por registar o pesar pelo falecimento recente do professor Mário Zé Ferreira Pinto, amigo, candidato e activista da CDU, de Santa Eulália, referindo de seguida a importância das comemorações populares da Revolução de Abril, que decorrem por todo o país, valorizando a iniciativa  da Banda e o concerto de amanhã na Praça, pois não só ninguém é dono de Abril como Abril é feito do contributo de muitos mil.

Filipe Guerra, antes da intervenção propriamente dita, elogiou o espaço e a iniciativa, e lembrou que também Arouca, apesar de todas as insuficiências e dos problemas de interioridade que ainda a afectam, beneficiou, e muito, das chamadas conquistas de Abril e da melhoria das condições de vida e das populações. De seguida, e para memória colectiva, deixou uns apontamentos sobre o regime que antecedeu a Revolução, a resistência ao Fascismo, os Valores de Abril e a necessidade de os defender na actualidade.

Viva a Revolução de Abril!

Arouca, 25 de Abril de 2018
A Comissão Concelhia de Arouca do PCP

.

..

.