Etiquetas

, , , ,

O Conselho Mundial da Paz exprime séria preocupação acerca da explosão de bombas na cidade turca de Reyhanly, a alguns quilómetros de distância da fronteira com a Síria.

As muitas dezenas de mortos e o ainda muito maior número de feridos – a cujos familiares endereçamos a nossa solidariedade e as nossas condolências – acrescentam um novo elemento à escalada que os agressores da NATO e seus aliados regionais vêm levando a cabo. Não é casualidade que essa mesma cidade turca de Reyhanly venha há dois anos sendo utilizada como trampolim para o recrutamento, o treino e o envio de mercenários armados para a Síria, ao mesmo tempo que a mesma cidade era mencionada em numerosas declarações do Movimento Turco pela Paz como base de transferência de armas e equipamentos militares para o chamado Exército Sírio Livre.

Desconhecendo ainda os detalhes acerca destas explosões de bombas e do seu contexto preciso, é óbvio que as políticas de interferência política e militar activa postas em prática pela Turquia (acompanhadas recentemente pela instalação de mísseis Patriot da NATO na mesma área), parte integrante dos planos imperialistas para desestabilizar e derrubar o regime Sírio, estão a ter consequências tanto para o povo Sírio como para o povo Turco. Alimentam acções criminosas como esta. Apelamos ao governo da Turquia a que não utilize as bombas de Reyhanly como pretexto para um ataque directo contra a Síria.

O CMP, tendo organizado há dez dias, em conjunto com a Associação Turca da Paz, um grande comício/concerto de solidariedade com o povo da Síria na cidade de Antakya, a apenas 40km de distância de Reyhanly, está seguro dos sentimentos favoráveis à paz partilhados pela grande maioria do povo Turco, e em particular pelo povo da região de Hatay (à qual Reyhanly pertence). Nesse mesmo contexto, exprimimos a nossa solidariedade para com as manifestações em curso em mais de dez cidades da Turquia, incluindo Antakia, manifestações que exigem a paz e o fim da interferência na Síria.
Reiteramos as palavras de ordem e as exigências que partilhamos com todas elas:

Paz e solidariedade anti-imperialista entre estes povos vizinhos!
NATO fora do Médio Oriente!
Abaixo o imperialismo, causador de guerras e de desgraças!

O Secretariado do CMP
Atenas 12 de Maio de 2013