Etiquetas

, ,

Portugal não é suficientemente rico para sustentar esta banca privada.

O BPI apresentou há dois dias os seus resultados de 2012.

Teve 249 milhões de euros de lucros líquidos depois de em 2011 ter apresentado prejuízos de 285 milhões.

Afinal o que aconteceu de extraordinário em 2012, já que o crédito concedido em geral pelo BPI caíu 3,8% e o crédito às empresas caíu 10,3%?

O que aconteceu foi que o BPI teve, em 2012, 401 milhões de euros de ganhos em operações financeiras – mais 95% do que em 2011 – e destes 292 milhões de euros foram lucros com a venda de títulos da dívida pública na sua esmagadora maioria portuguesa.

Ao que chegámos, temos agora uma Banca que depois de salva e recapitalizada pelo Estado retira lucros fabulosos utilizando os títulos do Estado como garantia dos empréstimos que obtém a taxas baixíssimas do BCE e especulando com os mesmos títulos no mercado primário e secundário.

Afinal com ou sem regresso aos mercados, a nossa Banca não parou de ganhar milhões e milhões de euros no último ano com a especulação em torno da nossa Dívida Pública.

E desta forma ao mesmo tempo que os lucros da Banca crescem, a Dívida Pública Portuguesa de ano para ano não para de crescer e já passou os 120% do PIB.

Portugal não precisa de um sistema financeiro, nem pode estar a recapitalizar o sistema financeiro, para este sistema de seguida fazer da especulação em torno da dívida pública a sua principal actividade e foi isso que aconteceu com o BPI em 2012. Foi recapitalizado pelo Estado Português em 1500 milhões de euros e em vez de utilizar essa recapitalização para financiar a economia, aumentando o financiamento às empresas e às famílias, o que fez foi apostar em operações financeiras, fundamentalmente compra e venda de Dívida Pública Portuguesa.

Portugal precisa de um sistema financeiro para financiar a economia e em especial as micro pequenas e médias empresas e isso é o que acontece cada vez menos.

Depois dos resultados do BPI, na próxima semana teremos os resultados do BES e do BCP que irão confirmar certamente esta recente vocação da Banca Nacional, a obtenção de lucros fáceis em torno da nossa dívida pública, ao mesmo tempo que prossegue o estrangulamento financeiro da nossa actividade produtiva.

01/Fevereiro/2013

[*] Deputado. Intervenção na Assembleia da República.

O original encontra-se em http://foicebook.blogspot.pt/2013/02/os-lucros-do-bpi.html

Este texto encontra-se em http://resistir.info/