Etiquetas

, , ,

O PCP confrontou o Primeiro-Ministro com a degradação das condições de vida dos trabalhadores e do povo, com os lucros escandalosos que o grande capital continua a realizar. Jerónimo de Sousa classificou como “colapso da mentira e da propaganda” as sucessivas medidas que vão sendo tomadas contrariando tudo o que o governo prometeu.